segunda-feira, 7 de junho de 2010

Espírito Santo....Amém!

( eu e o guia turístico do Espírito Santo, dado pelas moças da recepção do hotel )


Achei montes de absurdos na minha viagem para Vitória, no IVº Festival Internacional de Flamenco do Espírito Santo. Vamos "a la jack - o estripador", por partes.

Primeira coisa mais absurda da viagem: A GOL ( Aff! Ainda viro rico! )diminuiu a distância entre as poltronas só pra caber mais passageiros e ganhar mais "dindin" às custas dos consumidores. Quando assentei na minha poltrona, medi um palmo e meio de distância entre minha cara e a poltrona do passageiro da frente. Fora uma menina de 6 anos, uma desgraçada ( se chama Sofia, não esquecerei esse nome jamais), como uma mãe mais filha da puta ainda, que não parava de chutar minha coluna. Ainda invento um vestibular pra ser mãe!

Chegando ao "Formule 1", fui muito bem recebido, mas as moças da recepção não sabiam de nada na cidade, não eram capixabas e nem uma mapa elas tinham! Subindo ao apartamento, o quarto estava bem limpo, tudo organizado mas... não queiram utilizar a privada! Não cabe um ser humano de perna aberta ali. Detalhe: Não tem janela! caso resolva fazer algo além de xixi.. coitado do seu companheiro de quarto! E pra piorar colocaram o suporte de papel higiênico na altura do joelho, que é pra você se machucar mesmo se tentar fazer alguma coisa. Enfim...Vai tomar no cú né..
Fora dois dias de chuva, ainda deu pra conhecer muita coisa. Mas o que eu queria mesmo, que era ir à "Vila Velha" conhecer a fábrica da "Garoto"... Nâo deu! Só tinha como marcar a tal visita pra JULHO!! Ah neeemmm

Como no terceiro dia o sol resolveu aparecer, fomos para a praia. Em Vila Velha né? Porque Vitória...Faz dois anos que estive lá e a tal da praia de Cambuí ainda continua fechada para reforma! E nem tão extensa ela é assim!


O festival estava vazio, do jeitinho que eu gosto, mas como minha passagem estava comprada pra domingo, tive que voltar antes que tudo terminasse. No vô0 de volta , junto com os meninos do "JOTA QUEST"( sim, eles também viajam de classe econômica, eta pobreza! )tive o privilégio de experimentar o novo Guaraná Antárctica com açaí. ECAAA! Não fez nenhuma diferença na minha vida ter provado aquilo.

Apesar de tudo, gosto muito de Vitória.Em matéria de bares e restaurantes , ainda tem muito a aprender com os belorizontinos. E só pra deixar registrado aqui: No último minutinho fui ao banheiro da sala de embarque e atrás da porta tinha a grande pérola escrita:

" Capixaba - Eta povinho primitivo! "







7 comentários:

  1. Em Belo Horizonte o povo é primitivo E caipira uai!

    ResponderExcluir
  2. eu também acho joão marcos. Mas quero deixar bem claro que não fui eu quem escrevi aquilo no banheiro e não concordo com o que estava escrito ali.tudo bem?

    ResponderExcluir
  3. Em BH o povo é caipira mesmo. E primitivo também. Mas menos que no Espírito Santo, né, vamos combinar? Lá todo mundo usa cáqui, o que quer dizer isso?

    ResponderExcluir
  4. É Xico, já estive em lugares melhores que esse ai, pelo jeito não perdi muita coisa não indo... Já estava aki rogando praga em vc por não ter me avisado, mas ficou mais tranquilo assim kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Gisele Assunção Outeiro8 de junho de 2010 11:21

    Só o Xico mesmo, para me fazer rir tanto. Realmente as companhias de aviação estão invalidando a lei da física que diz que dois corpos não ocupam o mesmo lugar ao mesmo tempo. Aliás os meios de transporte público vivem burlando esta lei. Quanto ao vestibular para mãe, tô dentro, podem contar comigo, para implementá-lo, eu como professora que o diga. E o quarto do hotel, melhor dizendo o banheiro, é um atentado a convivência, se um vai ao banheiro é melhor que o outro saia, caso contrário, pode haver risco de vida, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  6. uai, ce nao tinha vindo de lá cheio de chocolate da Garoto?

    ResponderExcluir
  7. sim! vim pq?? o que não quer dizer que fui visitar a loja.Ay veros , vc é meio curtinha! o que tem uma coisa a ver com a outra? aff! madres!!

    ResponderExcluir